• frcb@rosacruzdobrasil.org.br

A importância do amor

amor

 

O espiritualista, seja o mesmo homem ou mulher, tem que ter as faculdades masculinas de decisão, de dinamismo e de energia e tambémas faculdades femininas da paciência, compreensão e doçura.
Não estaremos enganados, se acreditarmos que possamos melhorar as relações humanas somente por obra do amor. É imprescindível, sem dúvida, a presença de criaturas que venham compartilhar conosco no mesmo sentimento e na fé, porém, só poderemos atraí-las pelo amor. Esse sentimento é o que mais influencia na felicidade de uma forma em geral.
Não queremos colocar com esta afirmação que este é o remédio para todos os males que assolam o mundo atual, mas, pelo menos, elimina alguns obstáculos que dificultam a conquista de uma vida harmoniosa. Temos que ser amorosos sem, contudo, sermos moles.
A moleza significa inatividade e toda inação apenas dissimula a covardia da alma. Se prestarmos atenção, verificaremos que a maior parte das nossas depressões advém das incompreensões que mantemos com os nossos semelhantes. Entre os irmãos de uma escola espiritualista tal atitude é perigosa e até imperdoável, pois tais predisposições acarretam a indiferença, o egoísmo, a violência e cerceiam todas as possibilidades de progresso e prosperidade espiritual.
Aliás, o primeiro sinal de evolução na senda é a capacidade de amar, compreender e perdoar.
O homem, quanto mais ignorante é espiritualmente, mais dificuldade tem paraperdoar. O neófito não deve deixar que o desamor, a intolerância e a incompreensão criem raízes.
Pois, se isso acontecer, todos os conhecimentos adquiridos formarão uma teoria estéril, sem capacidade de influenciar nada, e o mundo está cheio dessas correntes.

Kediva Santos

 

Comentários ()