• frcb@rosacruzdobrasil.org.br

As religiões da Nova Era

Existe uma indagação que está sendo levantada por muitos buscadores e por muitas escolas e Tradições: Como serão as religiões na Nova Era? De acordo com Lúcio Célio Firmiano Lactâncio, um autor do Cristianismo Primitivo, que viveu de 240 a 320, o termo religião vem do latim religare (religar); uma atividade cujo objetivo é conectar os seres humanos a DEUS. Os Nossos Amados Mestres, através de diversas Iluminações, revelam como será esse “religar”, ensinando que todas as conexões estão no próprio homem, no seu interior. O homem vai se religar com a natureza, vai adquirir uma consciência universal, e, assim, se aproximar da Verdade, da Realidade. Ao longo dos tempos, as Escolas Iniciáticas já vêm preparando os neófitos para esse novo momento, através de práticas de autoconhecimento. O estudante se concentra, promove as transformações necessárias e alcança a maturidade. Em outras palavras, desperta uma faculdade superior de percepção da Realidade. Muitos Mestres também iluminam que na “Nova Era”, o homem não vai seguir dogmas e nem terá temores, porque DEUS não castiga ninguém. Afirmam que é uma ilusão tentar limitar com palavras o INEFÁVEL. Outro ponto de destaque é que a religião do futuro terá como base o que é ético (valor tão escasso nos dias atuais), o que é correto, o que é luz. O adepto para interagir buscará intensamente os valores morais. Numa demonstração e constatação do vanguardismo da Fraternidade Rosa-Cruz do Brasil, damos ênfase que um dos métodos deixados pelo Instituidor e Mestre desta escola, o professor Júlio Guajará Rodrigues Ferreira, é o “trabalho para o aperfeiçoamento do caráter”. A Verdade só vai surgir do que é correto. Atualmente, existe um modo de vida que leva à desvinculação do homem com o seu interior. Só para citar alguns aspectos da chamada “modernidade”, temos primeiramente “a maldita” competição pela sobrevivência, a luta materialista e egoísta de cada dia. E temos também, a terceirização das atividades do cotidiano do homem, pelos mais variados motivos. Deixamos de limpar a própria casa, para contratar uma faxineira; deixamos de cozinhar, para comer fora; deixamos de nos analisar, para ter a orientação de um psicólogo, e vai por aí... Essas e outras ações estão levando o homem para fora de si mesmo, embora algumas tenham lógica ou até se tornem necessárias, mas os caminhos adotados pelo homem o conduziram para longe da sua natureza. E não entraremos aqui na análise dos avanços tecnológicos... Os Mestres iluminam que na “Nova Era”, no entanto, a caminhada será exatamente inversa. No Livro “Os Deuses Atômicos”, o autor “M” coloca na Conclusão “que a nova força que chega ao planeta tornará as mentes muitos analíticas e produzirá uma intensidade de expressão que ajudará a nova humanidade a buscar o seu íntimo”. Amados internautas, não tenhamos dúvidas. As religiões da “Nova Era” terão como meta a busca interior e o desenvolvimento do homem! O homem será dirigido pelo Cristo Interno!

 

Legenda da Imagem: O Olho Todo-Vê de DEUS (Robert Fludd, 1621)

Comentários ()